Por que novos Objetivos foram adotados em 2015?

Os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM), lançados em 2000, estabeleceram 2015 como o ano-limite. A comunidade internacional começou a pensar, em 2010, em um arcabouço de trabalho para suceder os ODM.

Em 2012, na Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável (Rio+ 20), países concordaram em estabelecer um grupo aberto de trabalho para desenvolver um conjunto de objetivos de desenvolvimento sustentável a serem considerados e tomar a ação apropriada. Alguns meses após a Rio+ 20, países-membros da ONU concordaram que deveria haver somente uma agenda a ser discutida – uma agenda de desenvolvimento sustentável, baseada em objetivos de desenvolvimento sustentável.

Em julho de 2014, depois de mais de um ano de negociações, o Grupo de Trabalho Aberto apresentou suas recomendações em relação a 17 ODS. No começo de agosto de 2015, os 193 países-membros das Nações Unidas chegaram a um consenso sobre o documento final da nova agenda: “Transformando Nosso Mundo: A Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável”. Países-membros adotaram a nova agenda de desenvolvimento sustentável, com ênfase principal nos ODS, na Cúpula das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável, realizada em Nova York, entre os dias 25 e 27 de setembro de 2015.

Os 8 Objetivos de Desenvolvimento do Milênio adotados em 2000

ODM 1: ACABAR COM A FOME E A MISÉRIA.
ODM 2: EDUCAÇÃO BÁSICA DE QUALIDADE PARA TODOS.
ODM 3: IGUALDADE ENTRE OS SEXOS E VALORIZAÇÃO DA MULHER.
ODM 4: REDUZIR A MORTALIDADE INFANTIL.
ODM 5: MELHORAR A SAÚDE DAS GESTANTES.
ODM 6: COMBATER A AIDS, A MALÁRIA E OUTRAS DOENÇAS.
ODM 7: QUALIDADE DE VIDA E RESPEITO AO MEIO AMBIENTE.
ODM 8: TODO MUNDO TRABALHANDO PELO DESENVOLVIMENTO.

Fonte: Plataforma Agenda 2030