Segundo Levantamento Nacional de Álcool e Drogas estima que existam 11,7 milhões de pessoas no Brasil dependentes de álcool

Dados divulgados no último dia dez pelo 2º Levantamento Nacional de Álcool e Drogas (Lenad), realizado pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), evidenciam uma realidade alarmante com relação à dependência de álcool. De acordo com o estudo 11,7 milhões de pessoas no Brasil são dependentes de álcool e 54% das bebidas alcoólicas comercializadas no país são consumidas por uma parcela de 20% daqueles que bebem.

Os dados foram colhidos em 149 municípios brasileiros e 4.607 pessoas participaram das entrevistas. O levantamento destaca que houve um aumento de 20% na quantidade de brasileiros que consomem bebidas alcoólicas uma vez por semana ou mais. No caso das mulheres, a porcentagem daquelas que passaram a beber uma vez ou mais por semana cresceu 34,5% em seis anos, indo de 29% para 39%.

A ascensão econômica e o aumento da renda é um dos fatores que possivelmente influencia no crescimento do consumo de bebida entre os brasileiros, segundo o estudo.

Sobre as mudanças no comportamento dos brasileiros, com relação a beber e dirigir, o levantamento apontou que houve redução de 21% na proporção de pessoas que relataram ter dirigido após beber. A maior queda ocorreu na região Nordeste, com uma diminuição de 43%. Apenas no Centro-Oeste o índice cresceu, saltando de 37% para 40%.

Confira a matéria da Agência Brasil sobre o estudo.

Leia mais sobre o Lenad.

 

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*